Resenha: O sol é para todos Resenha: Em algum lugar nas estrelas Resenha: Laços

Resenha - A cidade do sol



Título: A cidade do sol 

Autor: Khaled Hosseini

Editora: Nova Fronteira

Ano de publicação: 2013

Páginas: 368

ISBN: 9788520935521

Nota: 05/05







"Pode contar seus segredos ao vento, mas, depois, não vá culpa-lo por contar tudo às árvores."

Mariam é uma menina de 15 anos que mora com sua mãe em uma kolba (uma espécie de cabana) desde que nasceu. Seu pai Jalil teve um caso com sua mãe e como ele é casado com três mulheres essa história não foi bem recebida pela sua família. Para evitar que o escândalo fosse maior, ele mesmo construiu a kolba para que elas vivessem lá sem chamar muito a atenção.

Ela acredita que seu pai é uma pessoa maravilhosa, apesar de ele ir vê-la apenas uma vez na semana, para ela é o dia mais esperado e feliz. Sua mãe sempre diz que ela está iludida com ele e que quando ela descobrisse a verdade seria tarde demais. Sempre que sua mãe fala, Mariam pensa que é exagero, pois o Jalil que ela conhece nunca seria capaz de fazer as coisas que sua mãe falava que ele fez. Até que certo dia a ilusão que ela tinha sobre o pai se acaba.

Algo inesperado acontece e a vida de Mariam vira de ponta cabeça. Para resolver o problema que a filha trás para sua família por ter nascido de um caso extraconjugal, Jalil decide dar a mão de Mariam em casamento para um homem bem mais velho que ela chamado Rashid. Infelizmente a menina não tem escolha, se casa com ele mesmo contra a vontade e se muda de Herat para Cabul, cidades muito distantes uma da outra, perfeito para resolver o problema de Jalil.

No início de seu casamento Mariam achava que Rashid era um homem bom, que ia fazer ela feliz. Bastou pouco tempo para ele mostrar realmente quem era: um homem grosseiro, sem educação, nervoso e agressivo. Por mais que ela fosse uma mulher impecável, seu marido arrumava motivos para fazer da vida dela um completo inferno.

Anos depois a história muda para a vida de Laila filha de uma vizinha de Mariam. Ao contrário de Mariam, Laila morava com os pais, tinha dois irmãos, amigos e era muito feliz.  Laila tem um grande amigo chamado Tarik, que sempre está ao seu lado. As duas não se conhecem até começar a guerra que por ironia do destino as duas mulheres juntam forças para conseguirem superar todas as dificuldades.

O final do livro é surpreendente, o destino de cada personagem é inesperado, por mais que muitos dizem que a história não tem enredo, o que acontece na vida dessas duas mulheres deve ser considerado uma reflexão e um alerta ao que muitas mulheres sofrem nas mãos de alguns homens no Afeganistão.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...