Resenha: O sol é para todos Resenha: Em algum lugar nas estrelas Resenha: Laços

RESENHA - SÍNDROME DE PINÓQUIO


Título: Síndrome de Pinóquio 
                                                      
Autor: David Zeman
                                      
Editora: Planeta do Brasil

Ano de publicação: 2005

Páginas: 575

ISBN: 9788576651178

Nota: 05/05



“Depois de 11 de setembro, não há lugar seguro neste mundo”

Os EUA vivem um momento de medo e incerteza após os ataques de 11 de setembro, e para aumentar mais ainda esses dois sentimentos, um novo ataque a um cruzeiro mata diversos jovens e adolescentes dando início a uma leitura intrigante e bastante agradável.
Em época de eleição presidencial, os americanos clamam por vingança e segurança após ser mais uma vez atacados por terroristas desconhecidos. Com um atual presidente mais cauteloso quando o assunto é eliminar terroristas, a oposição tem um ferrenho anti-terrorista, seu nome é Colin Goss (curiosidade interessante sobre esse nome no final).
Goss vê sua popularidade crescer ao fazer declarações que prometem acabar com o terrorismo de qualquer maneira, porém existem aqueles que temem um futuro onde ele pode ser o homem mais poderoso do mundo. Entre essas pessoas que não querem nem imaginar Colin Goss na presidência está Karen Embry, uma repórter freelancer que não mede esforços para conseguir uma boa reportagem escandalosa.
O atual presidente, por sua vez, tem a popularidade ameaçada quando seu vice-presidente é vitimado por uma doença até então desconhecida pela humanidade. Tendo que eleger um novo vice imediatamente para não cair nas pesquisas, o presidente escolhe mais dois homens para preencher o cargo. O primeiro deles cai com a mesma enfermidade e o segundo é atropelado e morre sem muitas explicações.
Michael Campbell é a terceira opção e uma promessa no meio político por ser jovem e carismático perante a população, mas antes que ele seja eleito como vice-presidente dos EUA, a mesma doença que atingiu os dois parlamentares de alto escalão começa a atingir diversos pontos do planeta aleatoriamente vitimando milhares de cidadãos comuns, o que traz o medo nos quatro cantos da Terra.
Quando Campbell assume a vice-presidência, o surto denominado de Síndrome de Pinóquio (título dado pela aparência que as extremidades dos membros do corpo ficam após alguns dias) misteriosamente para de se disseminar. Esse pequeno fato deixa Karen com muitas dúvidas e muita curiosidade para correr atrás da verdade e comprovar suas suspeitas.
Para amantes de livros policiais e de conspiração é uma ótima leitura, sem dúvida. Uma história que mostra como muitas pessoas estão dispostas a tudo para alcançar o topo do mundo, não importa quem irá sofrer com isso.
A única coisa que me deixou insatisfeito foi um personagem não ser revelado de fato, ou seja, só pude presumir quem era. No mais, o livro tem um ritmo dominador, daqueles que você não quer deixar pra depois pra saber o que vai rolar...
Recomendo fazer a leitura ouvindo Five Finger Death Punch, pois o ódio e indignação que muitos possuem com o governo mundial é representado em letras e riffs potentes que se encaixam perfeitamente no decorrer do livro.
Pra quem chegou até aqui, recentemente um pedófilo chamado Colin Goss virou notícia nos EUA por seus crimes absurdos contra crianças. Posso dizer que temos semelhanças entre o Goss da vida real e a do livro.
Pra quem quer conferir a reportagem: http://goo.gl/OqXizn


        

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...