Resenha: O sol é para todos Resenha: Em algum lugar nas estrelas Resenha: Laços

Resenha - Maze Runner - Correr ou Morrer

Título: Maze Runner – Correr ou Morrer

Autor: James Dashner

Editora: Vergara & Riba

Ano de publicação: 2010

Páginas: 426

ISBN: 9788576832478

Nota: 05/05



Para quem viu o filme e vai ler o livro, aguarde um enredo completamente diferente. A estória começa com um menino chegando atordoado dentro de uma “caixa” de ferro sem fazer a menor ideia do que está acontecendo, até que se depara com vários outros garotos que ele nunca viu nada vida o encarando fora da caixa. Detalhe muito importante: a única coisa que ele se lembra do seu passado é seu nome: Thomas. O resto, não faz ideia do que foi sua vida antes de ter chegado até ali.

Ao sair da caixa, percebe que todos o estão encarando com curiosidade, querendo saber se ele se lembra de algo além do seu nome, mas Thomas, não sabe o que dizer, até se dar conta do que está a sua volta. Ele fica em choque e sem entender o que aqueles paredões significam. Como ele é o novo calouro (novato) ninguém quer contar nada para ele, nem muito menos explicar o que está acontecendo, até por que, nenhum deles faz ideia do porque eles foram levados até lá.

Aos poucos, Thomas consegue arrancar algumas informações de Chuck, o último garoto a chegar antes dele. O que ele descobre, digamos que é perturbador. Eles estão presos em uma clareira e para sair dela, eles tem que achar a saída do labirinto. Parece fácil? Você começa a pensar: ah é só decorar os caminhos dormir no labirinto e essas coisas, mais é ai que a coisa muda de figura. Ninguém sobreviveu a uma noite no labirinto, todo dia antes de escurecer, as portas do labirinto são fechadas, e o que tem lá dentro à noite, são as criaturas conhecidas como verdugos. Quem é picado por um verdugo e consegue sobreviver, nunca mais é o mesmo. A pessoa fica completamente perturbada a ponto de enlouquecer se não receber logo o antídoto.

Alguns dias depois, para a surpresa de todos, a caixa chega novamente, sendo que segundo Chuck, isso acontece somente uma vez por mês. Ao abrirem a Caixa encontram uma garota com um bilhete que diz: “Ela é a última. Tudo vai mudar”. Depois da chegada de Teresa, a clareira se torna uma completa bagunça, coisas estranhas começam a acontecer enquanto ela dorme tranquila sem esboçar nenhuma reação.

A desconfiança se abate sobre Thomas e Teresa. Todos pensam que os dois sabem muito mais do que dizem, mas apesar disso Thomas mostra ser mais corajoso do que qualquer outro clareano. Consegue fazer algo que nenhum deles teve coragem de fazer desde que chegou a clareira e instiga todos a descobrirem logo uma saída daquele lugar, por que, por mais que Thomas não se lembre do passado, ele sente que tudo isso está chegando ao fim e que precisa ajudar todos a sair dali.

Este livro é surpreendente e intrigante e tenho certeza que todos que lerem vão se sentir presos a estória assim como eu fiquei do começo ao fim.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...