Resenha: O sol é para todos Resenha: Em algum lugar nas estrelas Resenha: Laços

RESENHA - TRILOGIA DOS ESPINHOS #2


Título: King of Thorns 
                                                      
Autor: Mark Lawrence
                                      
Editora: DarkSide®

Ano de publicação: 2014

Páginas: 528

ISBN: 9788566636246

Nota: 05/05



“Às vezes é mais fácil amar alguém que tem defeitos que você pode perdoar em troca de perdão pelos seus.”

No primeiro livro da série (leia a resenha aqui), Jorg Ancrath era um adolescente impiedoso que almejava vingança e o tronado de Rei. Após passar por cima de tudo e de todos, ele alcançou seus primeiros objetivos com a ajuda de seus irmãos de estrada. Agora um pouco mais crescido, mas longe de ser um homem vivido, apenas com dezoito anos, ele está em busca do Império da Centena.

Seu reinado agora é ameaçado pela profecia de livros, magos e bruxos que dizem que o Império está predestinado a Orrin, o Príncipe de Arrow, que segundo as profecias, é o mais digno para ocupar o Império. Ele já conquistou vários reinos e o próximo alvo são as Terras Altas, onde Jorg reina há pouco tempo.
Mas quem conhece Jorg Ancrath sabe que não é uma profecia que o fará desistir de ser o Imperador. Com o poder da necromancia adquirido ao comer o coração de um necromante no primeiro livro, o rei Jorg percorre caminhos onde os mortos, ou tentam derrubá-lo ou são forçados a ajudá-lo.

Ao decorrer da história ele obtém informações valiosas há muito tempo guardadas pelos Construtores (todos mortos). Algumas dessas informações trazem novo poderes a Jorg, que as usa para não cair diante da guerra.
Intercalado ao presente onde nosso anti-herói segue rumo ao Império, o livro nos leva ao passado, quando Jorg iniciou seu reinado e passou por momentos peculiares. Momentos estes que foram esquecidos por ele e que trazem à tona fantasmas que o seguem por todo o caminho.

Boa parte do livro é narrada por Katherine, cunhada do Rei Olidan. Katherine é a mulher que Jorg sempre se pega sonhando, pensando ou tendo ilusões. Sem saber, ela é mais uma peça desse jogo e mais uma que guarda ódio por Jorg.
O tempo passou e em suas batalhas, Jorg mostra que está um pouco menos carniceiro, porém devastador com a mesma intensidade, e a maturidade trouxe a ele novas habilidades de guerra que me agradou bastante. Sua humildade também resolveu aparecer neste livro, pois a ameaça que o Príncipe de Arrow representa parece afetar o interior do futuro Imperador que sente que pode ser derrotado.

As dúvidas que o primeiro livro deixou foram esclarecidas e a história ganhou ainda mais volume no decorrer das sucintas explicações. Novas batalhas travadas com seres ordenados por outros seres, deste e de outro mundo, continuam de tirar o fôlego.
O modo alucinante da escrita de Mark Lawrence continua me impressionando e não espero menos no terceiro livro. É sério, o cara manda muito bem!

Pra continuar com a leitura frenética e monstruosa, o Fear Factory continua ditando as regras por trás das cenas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...