Resenha: O sol é para todos Resenha: Em algum lugar nas estrelas Resenha: Laços

Resenha - O Lago Negro

Título: O Lago Negro

Autor: Juliana Daglio

Editora: Arwen

Ano de publicação: 2015

Páginas: 357

ISBN: 9788568255117

Nota: 05/05



Verônica Cattani a personagem principal da história é uma menina deprimida, com personalidade forte, muito inteligente e que tem um belíssimo gosto musical. Porém, seu maior problema é não conseguir superar certos acontecimentos do passado, o que faz com que ela tenha que tomar remédios para controlar seus ânimos. Ela namora Enzo Cervantes, um garoto com jeito de nerd, mas que arranca suspiros de muitas garotas por ai.


Os dois mudam-se de São Paulo para Lagoana a fim de morarem sozinhos e fazer faculdade. Lagoana é uma cidade pequena que vive cercada por uma névoa durante o dia e a noite, sendo muito difícil aparecer o sol em qualquer horário. Como toda cidade pequena, todos se conhecem, mas, em Lagoana, desconhecidos não são bem vindos. Ao chegarem á cidade, Verônica e Enzo são recebidos com certa hostilidade por um dos moradores.  Ancião, como prefere ser chamado, afirma que forasteiros não são bem vindos, pois sempre causam muitos problemas.

Com a expectativa de uma nova vida e de ter uma maior liberdade para fazer o que quiserem, Verônica vê chance de mostrar para a família de Enzo que ela não é uma má pessoa e que ela faz muito bem para ele. Mesmo sabendo que a família de seu namorado não achava que ela era boa o bastante para ele, Verônica nunca pensou em mudar sua maneira de vestir, o que seria uma completa besteira se ela o tivesse feito. Adorei o estilo de Verônica: lápis preto no olho, all star no pé e cabelos pintados de preto. Gostei muito também das músicas que ela gosta e principalmente, por não querer agradar ninguém para conseguir as coisas, muito pelo contrário, sua personalidade parece muito com a minha. Identifiquei-me muito com a personagem, o que fez com eu quisesse ler cada vez mais e ficar presa á história até o final.



Assim que chegam ao local onde vão morar, chamado “Pousada dos Forasteiros”, ambos conhecem Carol, Paulo e Vinicius também moradores da pousada. Carol e Verônica logo que se conhecem se dão muito bem e se tornam amigas.

As aulas começam tudo vai bem até que para a infelicidade de Verônica e um acaso da vida, Enzo e ela conhecem Angelina. Uma garota muito bonita, de pele negra, com cabelos encaracolados, com um corpo atlético, bem perfumada e com roupas bem coladas ao seu corpo. Verônica se sente bem incomodada com isso e percebe que tem que tomar muito cuidado com ela.

Verônica decide que precisa escrever seu livro em um lugar tranquilo sem barulho para que consiga mais inspiração. Ela vai para a cidade e decide ficar por ali um tempo escrevendo, quando decide ir embora vê de longe uma casa que parece abandonada e fica curiosa em conhecer. Chegando ao local, ela passa pelo por portão e vê algo que aparece muitas vezes em seus sonhos: O Lago Negro.O lago. Ele era negro, como em meus sonhos. Vasto, parecendo interminável. Suas águas escuras e opacas não refletiam nada além da noite constante dentro de si.”. Com isso, acaba conhecendo os Caprini, uma família bem estranha que vive isolada nessa casa que parecia abandonada e que são donos da empresa de água Purificat. O casal Katarina e Vicente tem uma filha chamada Lizandra. A criança não parece normal, ela não chora nunca apenas resmunga. O casal explica para Verônica que ninguém da cidade aceitaria cuidar de sua filha por conta de alguns boatos que foram inventados sobre eles e convidam ela para ser a babá de sua filha. Verônica a principio não aceita, mas depois pensa melhor e decide se tornar a babá da criança, até porque uma grana extra seria muito bom.
O Lago do filme Harry Potter - Representação de O Lago Negro.

Focada em seu livro, um dos seus objetivos ao chegar à cidade era conhecer o grande amigo seu pai. Carlos Velasquez é uma inspiração para ela que vê nele uma grande oportunidade de conseguir escrever seu livro e ter ele como seu tutor. Quando Carlos começa a ler sua história descobre na mesma hora que ela é filha de André Cattani vulgo Andreas Cattani. Muito estranho, não? Ao invés de incentivar que ela continue a escrever o livro faz o contrário, pede para que ela escreva sobre outros temas pois, fantasia não é seu forte.

Coisas estranhas começam a acontecer. Um assassinato muito esquisito acontece na cidade e abala muito a todos. Enzo e Verônica não se dão mais bem, os dois se tornam estranhos um para o outro e ela não confia nele o bastante para contar as coisas andam acontecendo com ela.

Certo dia, um garoto desconhecido aparece na casa dos Caprini, seu nome é Liam, um garoto com sotaque americano, com jeito cafajeste e muito bonito por sinal. Verônica estranha o interesse que ele tem nos Caprini e não se mostra nada disposta a tirar as dúvidas do garoto. As vezes, estranhos são mais confiáveis do que velhos conhecidos.


Muitas reviravoltas acontecem na história, um personagem em especifico me deixou bem decepcionada com suas atitudes, mas já desconfiava que este personagem fosse acabar fazendo besteira. Os acontecimentos que antecedem o final da história foram bem intensos. Não conseguia parar de ler até chegar o final, muitas revelações, mentiras que foram contadas finalmente são reveladas dando chance para que a personagem principal entenda a si mesmo e o porquê tudo aquilo estava acontecendo. O final deixou aquela sensação de: e agora o que eu faço? Espero muito que a continuação venha e tenho certeza que vai ser tão bom quanto foi este primeiro livro. 

Ficou interessado na história? Clique aqui para adquirir seu exemplar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...