Resenha: O sol é para todos Resenha: Em algum lugar nas estrelas Resenha: Laços

Resenha - Scarlets (Série Asylum) - V&R Editoras


Título: Scarlets #Asylum1.5

Autor: Madeleine Roux

Editora: V&R Editoras

Ano de publicação: 2015

Páginas: 104

ISBN: 9788576838296

Nota: 04/05




"Existem sempre duas mortes, a real e aquela que as pessoas conhecem."

Scarlets é um episódio da saga Asylum, best-seller do The New York Times, escrito pela norte-americana Madeleine Roux. Estamos de volta ao New Hampshire College, em especial, ao Brookline, antigo manicômio que atualmente é utilizado como acomodação de alunos que estudam no NHC. Apesar de antigo, o Brookline tem uma atmosfera pesada, no primeiro livro da saga, foi o responsável pelo trauma de Dan, Abby e Jordan.


Nosso personagem principal é Cal Erickson, um garoto que tem problemas familiares, em especial com o seu pai, Roger, que pega muito no pé do filho por causa do excessivo consumo de bebida alcoólica e também por causa da crise de identidade do filho, Roger também é reitor da universidade. A relação dos dois é tão abalada, que raramente Cal chama Roger de pai, preferindo chamar ele pelo seu nome.

Cal tem poucos amigos, no centro universitário ele conversa mais com o seu colega de quarto, Micah, só que ele tem passado mais seu tempo com Lara, sua namorada que também estuda no NHC. Além de Micah, há também Fallon, sua professora particular, que nas horas vagas se dedica ao trabalho de hacker, Fallon até se oferece para invadir o e-mail de Roger, na tentativa de ajudar Cal caso ele continue pegando no pé dele. Fallon parece não ter afeição por Roger, questionando o motivo dela ter sido escolhida para lecionar para Cal, já que ela acredita ter outras pessoas mais qualificadas para tal.

Devido aos problemas que Cal trouxe, Roger decidiu incluir seu filho em seleto grupo de estudantes, para fazer uma expedição nas entranhas do Brookline, a responsável pela expedição, é a professora Reyes, que também teve aparição no primeiro livro.

Ao visitar as salas empoeiradas do Brookline, Cal se sente mal pelo ambiente pesado que o lugar tem, tendo, inclusive, uma visão de um garotinho, de aproximadamente dez anos, com a cabeça deformada. Isso foi o estopim para Cal ser dispensado mais cedo da expedição.

Asylum ficou muito conhecido por ter imagens assustadoras durante a leitura, não é o caso de Scarlets, que tem pouco mais de cem páginas e traz uma história intensa e rápida e com um bom final. Sobre os Scarlets, não vou entrar em detalhes, pois considero que darei spoilers.

Por ser um livro alternativo da série, a leitura não é obrigatória, os personagens principais do primeiro livro sequer foram citados nesse. Mas caso o leitor e fã da saga queira voltar ao Brookline e conhecer a sociedade dos Scarlets, não vai se arrepender. O livro deixa coisas em aberto, então é provável que na saga principal haja alguma menção dos personagens daqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...