Resenha: O sol é para todos Resenha: Em algum lugar nas estrelas Resenha: Laços

Resenha - Catacomb (Série Asylum) - Plataforma21


Título: Catacomb (Asylum #3)

Autor: Madeleine Roux

Editora: Plataforma21

Ano de publicação: 2016

Páginas: 356

ISBN: 9788550700045

Nota: 03/05

*Livro cedido pela Plataforma21 para resenha


“Não exagere na alegria nem no orgulho
Não abuse da sorte, não faça barulho;
Os Artistas dos Ossos roubam e então desaparecem.”

Recém lançado pela Plataforma21, Catacomb é o terceiro livro da série Asylum, da autora norte-americana Madeleine Roux. O livro passa longe do Brookline, o antigo manicômio que trouxe tanto trauma para o Dan e seus amigos, mas isso não significa que as coisas estarão melhores.

Nove meses após os acontecimentos em Sanctum, Dan, Abby e Jordan estão juntos novamente, dessa vez cruzando o país com destino ao estado da Louisiana, Jordan irá morar com o seu tio Steve na cidade de New Orleans.

Os três se revezam no volante do carro, e a noite dormem em barracas, eles estão animados com a viagem, principalmente Abby, que está aproveitando boa parte dela para fotografar locais e monumentos históricos para ajudar em seu projeto fotográfico. Dan também está feliz por estar próximo dos seus amigos, mas ainda procura pistas sobre os seus pais biológicos. Antes de escaparem do incêndio no Brookline, Dan conseguiu resgatar alguns arquivos que poderiam ajudar nessa questão, mas a sua pesquisa não o ajudou tanto como esperava.

Durante a viagem, Dan é surpreendido com uma mensagem em seu celular, mas o mais surpreendente é que a mensagem vinha de Micah, que morreu recentemente, e sabendo como o nosso personagem principal sempre anda assustado, faz Dan relembrar os traumas que sofreu recentemente com os Scarlets e por um ponto de interrogação em sua mente, pensando em quem poderia estar enviando aquela mensagem. A mensagem dizia que eles se veriam muito em breve.

“Pelo jeito as pessoas apelam para a superstição quando a água bate na bunda.”

Dan revela aos seus amigos sobre a mensagem recebida e também sobre os documentos sobre os seus pais. Abby e Jordan decidem analisar os documentos e no meio deles há um cartão postal de um prédio, que após fazerem pesquisas, descobrem que o prédio é um antigo colégio e ele fica localizado no estado do Alabama. Como eles vão passar pelo estado, decidem visitar o colégio para colher novas informações.

Dan percebe que tem alguém espionando eles e tirando fotos, mas a pessoa estava usando um capacete e Dan não conseguiu identificar a pessoa que conseguiu fugir em uma motocicleta.

Antes de chegar a New Orleans, o trio passa mais uma noite dormindo em barraca e Dan percebe que eles têm companhia, ele foi avisado novamente por uma mensagem de Micah em seu celular, dessa vez não é a misteriosa pessoa da moto, e sim duas pessoas, um homem e uma mulher em um carro, mas Dan não conseguiu identificar as pessoas.

O livro tem uma conexão com o livro alternativo da série, Artistas dos Ossos, e eu considero importante e leitura do livro para entender melhor os acontecimentos. E durante a leitura de Catacomb, percebi que o livro Artistas dos Ossos se passa bem antes dos acontecimentos em Sanctum.

Os acontecimentos vistos em Artistas dos Ossos com o que foi relatado em Catacomb não batem. Há um conflito no enredo, confundindo a mente de quem leu todos os livros da série até aqui, nesse caso, um ponto negativo.

“Steve havia pendurado algumas fotos emolduradas na parede da escada. Dan parou diante de uma delas. Era de três homens na rua, pelo menos ao ar livre. Usavam máscaras simples, com buracos exagerados para os olhos e bicos curvados. Dan estremeceu, detestando aquelas órbitas vazias que faziam quem as usava parecer alguém sem vida [...] Ele só torcia para que não houvesse nenhuma daquelas malditas fotos no quarto deles, ou jamais conseguiria dormir.”


E nosso personagem principal, como é possível se assustar tanto, parece o Coragem, o cãozinho acima que se assusta com tudo. É verdade que ele já passou por grandes traumas no passado, mas essa característica medrosa de Dan tem momentos que irrita.

O desenvolvimento da leitura é rápido, não percebi nenhum grande questionamento deixado em aberto pela autora para uma futura continuação assim como foi visto nos livros anteriores. Alguns questionamentos que eram feitos por mim, principalmente sobre os pais biológicos de Dan são revelados, mas ao concluir a leitura, a autora não revelou quem era o responsável por enviar mensagens a Dan se passando pelo Micah, e acho que isso nunca será revelado em algum livro futuro.

Todos os livros da série são elogiados pelo cuidado gráfico que a editora tem, em Catacomb não é diferente, um livro muito chamativo e com uma quantidade razoável de boas fotos. Mas, assim como havia percebido em Sanctum, parece que algumas fotos não estão no lugar correto com que condiz com aquilo que estamos lendo. Nessa primeira edição do livro, encontrei alguns erros de revisão, mas não atrapalharam a leitura.

Quem acompanha os livros da série, sabe muito bem que o terror não é o ponto forte, e acho que tem muitos momentos em que a autora tenta plantar medo onde não há.

Onde comprar? Clique aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...