Resenha: O sol é para todos Resenha: Em algum lugar nas estrelas Resenha: Laços

Resenha: O Outro Lado

Título: O Outro Lado

Autor: Flávio Assunção

Editora: Lura Editorial

Ano de publicação: 2015

Páginas: 224

ISBN: 9788586261817

Nota: 04/05

O autor Flavio Assunção, nos cedeu o exemplar para a resenha.

Conhecemos Allan e Catarina, aparentemente um casal apaixonado curtindo seus momentos juntos como a maioria dos casais. Mas, Allan não é tão normal assim. Ele acredita que sua missão na terra é encontrar pessoas que tenham um bom coração e mandá-las para O Outro Lado.

E como Allan cumpre sua “missão”? Ele mata com as suas próprias mãos as pessoas que cruzam o seu caminho e que ele acredita serem os escolhidos para irem ao O Outro Lado, o que o torna um serial killer sem limites. Allan não gosta de usar armas, facas ou qualquer coisa do tipo e acredita um dia encontrar uma pessoa que vai compreender o que ele esta fazendo. Mas, esperto do jeito que é não dispensa andar com uma arma, para que equívocos não aconteçam.

Os dois namoram há mais ou menos um ano. Catarina é uma moça maravilhosa, com um coração bom, característica herdada dos pais que um tempo antes de os dois começarem a namorar, Allan fez a passagem dos dois para O Outro Lado. Foi a primeira vez que ele não conseguiu cumprir sua missão com rapidez. Amava demais a moça e só de pensar o que teria que fazer com ela, ficava um pouco triste, mas sabia que não podia se sentir assim. A voz que ele ouvia em sua cabeça, dizia que era o certo a se fazer, então seria feito.

“Era certo que planejara. Por muito tempo até, mas não imaginava que seria tão complicado e necessitaria tanta força. A vida de ambos melhoraria a partir dali, mas a ideia da concretização o enchia de pânico”

É então, que o momento mais esperado por ele enfim chega. Ele a pede em casamento e como Catarina o ama, ela aceita. Depois de aceitar o pedido, Allan faz a passagem da moça. Fiquei chocada! Mesmo depois de ter matado sua amada, ele sente como se tivesse feito a coisa certa, mas também se sente mal por ter que viver nessa existência sem a mulher da sua vida. Já havia passado por isso antes, quando fez a passagem de sua mãe para O Outro Lado. Allan não vê a hora de também deixar esse mundo para trás e reencontrar as pessoas maravilhosas que estão do Outro Lado.

Como recordação de sua amada, ele decide cortar a mão dela que em um dos dedos estava o anel que tinha acabado de dar a ela. E então para a minha surpresa, ele resolve levar a mão embora como se fosse um souvenir. Sua próxima parada seria Realejo, onde uma casa já o esperava. Allan é uma pessoa prevenida. Já havia planejado tudo antes, para que não houvesse problemas e seus planos dessem certo nessa nova cidade.

Conhecemos Melissa, uma moça que dedica sua vida para cuidar de sua irmã Eva que há seis anos está em coma, sem nenhuma melhora desde então. Mesmo depois de tanto tempo, Melissa não pensa de maneira nenhuma em desistir da vida da irmã, mesmo que sua mãe já tenha desistido, ela acredita que um dia sua irmã vai acordar e tirar essa oportunidade dela, não achava justo. Além de amar a irmã a ponto de abrir mão da sua vida, ela trabalha no Restaurante como chefe de cozinha, o que ajuda a pagar suas despesas e as da irmã. Seu chefe Washington, sempre tentava dar conselhos a ela, mas Melissa não dava ouvidos a ninguém. Achava que estava certa em manter sua irmã viva, mesmo que de forma precária. Além disso, cozinhando ela se lembra de Eva que era uma excelente cozinheira, e foi justamente cozinhando que tudo aconteceu.

“Pensar nisso seria uma violação moral de tudo aquilo em que acreditava. E acreditava simplesmente na fé e na esperança de que qualquer problema existente poderia ser resolvido. Chegaria o momento em que a sorte viraria para ela, sentia no seu íntimo. Mesmo que sentissem pena, mantinha-se firme e forte em seu desejo.”

Derek é um garoto que decidiu se isolar de tudo e de todos. Ele mora com os seus pais em Realejo. O que o fez tomar essa decisão de se isolar de tudo foi o acidente de carro que ele sofreu. Ele perdeu um braço e as duas pernas, portanto, dependia de próteses para andar e para substituir um de seus braços. O que o deixa mais frustrado é ter que aguentar os olhares das pessoas para ele, como se fosse um coitado. Para evitar esse tipo de situação, mesmo Realejo sendo uma cidade litorânea, ele fica o dia todo em casa observando os moradores através de seu telescópio.

As únicas pessoas que ele ainda tem contato é sua professora particular e sua terapeuta. Derek não suporta ter que fazer terapia, por esse motivo, na maioria das vezes fingia melhoras para ver se a moça decidia que ele não precisava mais fazer consultas. Até que certo dia, através de seu telescópio, uma cena curiosa chama sua atenção. Um homem que ele nunca tinha visto na cidade, parece jogar algo parecido com uma mão no riacho da cidade. Derek fica intrigado e decide prestar mais a atenção naquele homem.

“- Eu andei pensando sobre isso. Acho que teria o prazer em saber quem é o assassino e não fazer nada a respeito.”

Nesse momento você começa a imaginar mil coisas sobre os personagens. Será que eles vão se encontrar? Será que Allan vai continuar matando pessoas inocentes achando que isso é certo? Eu fiquei bem surpresa com as interligações que o autor fez. Uma coisa que eu fiquei intrigada foram as habilidades que o autor descreve do serial killer, como por exemplo, uma excelente audição, o que é horrível para qualquer pessoa que quer fugir. Allan é capaz de ouvir qualquer coisa, por menor que seja o barulho.

Allan não tinha medo de nada. Sempre fazia as coisas com tranquilidade e frieza, o que dava muita emoção nas cenas em que ele entrava em ação. Outra coisa muito presente nele era sua determinação, mesmo vendo as pessoas resistindo à morte, ele estava convencido que fazer a passagem da pessoa era a coisa certa e não desistia até concluir a missão.

“A questão é que amava aquela missão, e o amor o movia. Sabia que fora escolhido a dedo por uma força maior, a quem não deveria decepcionar.”

Outra coisa que destaca ainda mais o personagem Allan, é como ele consegue fazer com que as pessoas gostem dele de primeira e ganha a confiança delas com muita facilidade. Dessa forma, com sua desenvoltura, acaba conseguindo informações preciosas sobre suas possíveis vítimas.

Gostei bastante da história, mesmo eu não sendo fã de livros que tenham serial killers, esse livro me surpreendeu e me prendeu até o final. Consegui ler bem rápido. Os capítulos são pequenos e a forma que o autor escreve te deixa empolgado para continuar lendo.

Onde comprar? Clique aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...