Resenha: O sol é para todos Resenha: Em algum lugar nas estrelas Resenha: Laços

Resenha: As Faces da Luz

Título: As Faces da Luz

Autor: Tatiane Durães

Editora: Editora Arwen

Ano de publicação: 2015

Páginas: 470

ISBN: 9788568255322

Nota: 05/05

Demorei um pouco, mas finalmente consegui reler essa incrível obra nacional escrita pela nossa autora parceira Tatiane Durães. Eu escolhi a melhor hora, começou mês passado a pré-venda de “As faces da Sombra”, segundo livro da Trilogia Arcantatys.

Conhecemos Tayara, uma garota que eu a amei no começo da história, mas de acordo que fui lendo, acabei ficando com raiva dela algumas vezes. Ela mora com sua mãe Sônia e tem a Maria, que ajuda as duas com as tarefas da casa. A garota cantava em uma banda junto com suas amigas e estudava também. Dentre as amigas, Vanessa era em quem ela mais confiava.

Eis que surge um boato de que um lobo estava rondando a região e tanto Sônia como Tayara ficam com certo receio. Aparentemente, Tayara leva uma vida boa, sua mãe recebe uma boa pensão depois da morte do pai dela e dessa forma, elas conseguem ter uma vida confortável.

Certa noite, as duas são surpreendidas pela aparição do lobo que haviam sido alertadas. E em um passe de mágica, ao tentarem fugir do lobo as duas atravessam um portal mágico e vão parar em Arcantatys. A princípio as duas não faziam ideia de onde estavam e ficaram com receio de que algo ruim estivesse a espreita. As duas encontram um elfo no caminho chamado Aodh. Tayara fica simplesmente encantada com a beleza dele. Segundo a descrição dela, o elfo é um Deus grego (risos), uma pena que ela descobre muito tarde que ele se tornaria um problema para ela.

“O lobo me olhou novamente e se aproximou da luz também, mas antes fez sinal com a cabeça. Não tinha mais dúvidas; era para eu entrar!”

Finalmente as duas chegam até a aldeia ou o reino dos Haesbert, e é então que as revelações começam. As duas são recebidas pelo rei Cedric que explica exatamente o que está acontecendo. Sônia e Tayara não são humanas comuns. A mãe de Tayara é uma Elfa, já Tayara, não se sabia muito bem o que ela era. Tudo isso foi um choque para as elas, mas Sônia parece logo se conformar com essa nova realidade. As duas percebem que voltar para sua antiga vida, não é mais uma opção e que dali para frente teriam que se acostumar com uma nova vida, cheia de descobertas, aprendizados e enfrentar o preconceito de outras criaturas por serem humanas.

“Não tenha medo de mim, eu estou te esperando há muito tempo – ela sorria”

Tayara começa a ter algumas visões com uma mulher que ela descobre se chamar Agatha, e de início não entende o que isso significa. Absalom, o sábio do reino, ajuda a garota a entender essas visões, e a garota descobre que ela na verdade é uma bruxa, mas não uma bruxa qualquer, ela é a reencarnação de Agatha, uma das bruxas mais temidas por todos os seres em Arcantatys.

Muitos personagens legais vão surgindo na história. Alguns você vai ficar com raiva, outros você vai amar, alguns podem parecer irrelevantes para você, mas cada um deles tem um papel especial.
Marcadores com os personagens: Edwin (o bruxo), Reagan e Agatha.

Posso dizer que a Aagje filha do Rei Cedric é encantadora, inteligente e perspicaz. Uma elfa linda a propósito, de cabelos loiros e olhos azuis. Ela consegue dobrar o pai para conseguir fazer aquilo que quer, mesmo que as consequências não sejam boas. Mas no caso dessa história, essa característica tornou a personagem incrível, ela não é mimada por tentar conseguir o que quer, muito pelo contrário.

Reagan é um dos que eu mais gostei. O único defeito que vi nele foi ser insistente demais. Por um lado isso foi bom, mas por outro, me incomodava um pouco em certos momentos. Um detalhe curioso é ele não ser loiro igual a maioria dos Elfos. Ele é um elfo com o cabelo moreno. Por que será?

Agora sobre Tayara, ela ficava muito tempo perdida nos seus pensamentos, sonhando com coisas, criando possibilidades, fora que ela era bem pessimista, não acreditava em si mesma. Comecei a botar mais fé nela, acredito que da metade do livro pra frente. Ela não aceitava muito bem ser uma bruxa, parecia ter uma certa vergonha por não ser uma elfa igual sua mãe, e isso atrasou o desenvolvimento das habilidades dela com a magia.
Marcadores com os personagens: Tayara, Aodh e Ariosto (o lobo)

“Sábio o bruxo que desfruta de sua verdadeira magia fazendo o bem aos outros, pois fazendo o bem aos outros estará fazendo a si mesmo.”

Ela se mete em várias aventuras para tentar entender melhor sua vida passada e conseguir entender as consequências dos atos de Agatha. Muitas decepções ela encontra pelo caminho, mas também aparecem muitos amigos que estão dispostos à ajudá-la. A história termina de forma bem intensa e te deixa bem curioso para ler a continuação. Como o segundo livro está em pré-venda e em breve estará disponível, então não será necessário uma espera muito grande.


Para quem gosta de livros de fantasia, “As Faces da Luz” é um prato cheio. Nele você vai se deparar com elfos, lobos, dragões, bruxos, vampiros, humanos e uma variedade de outras criaturas para deixar sua vida cheia de magia e encantamento. Não deixe para depois, faça como eu, atravesse agora o portal e seja bem vindo a Arcantatys.

Gostou? Quer adquirir seu exemplar?
Para comprar as Faces da Luz: Clique aqui
Para comprar as Faces da Sombra: Clique aqui

E claro que não poderia faltar a foto de quando eu conheci a autora pessoalmente na Bienal aqui de São Paulo e peguei o autógrafo dela (amo).



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...