Resenha: O sol é para todos Resenha: Em algum lugar nas estrelas Resenha: Laços

Resenha: Harry Potter e a pedra filosofal

Título: Harry Potter e a pedra filosofal

Autor: J. K. Rowling

Editora: Rocco

Ano de publicação: 2012

Páginas: 223

ISBN: 9788532527844

Nota: 05/05


Eu sempre quis ler quis os livros de Harry Potter, mas desde criança nunca tinha tido a oportunidade de comprar/ler, até que no ano passado ganhei de presente de natal o box com todos os livros. Eu não via a hora de começar a leitura, mas como eu tinha muitos livros na frente demorei um pouco para começar.


Não vou falar muito sobre a história, até por que, não é novidade para ninguém, acredito que a maioria das pessoas já tenham assistido ao filme ou até mesmo lido o livro.

Minha experiência de leitura foi muito além do que eu esperava. A J. K. Rowling escreve incrivelmente bem. Como eu já assisti muitas vezes o filme, então de acordo que a minha leitura ia fluindo, eu conseguia imaginar exatamente o que estava acontecendo, lembrando-me das cenas do filme e até mesmo lembrando de cada ator que interpretava cada personagem.

A autora conseguiu transmitir muito bem sua mensagem nesse primeiro livro, as descrições dos cenários que encontrei eram muito bem feitas, acredito que por esse motivo o filme conseguiu ser tão fiel, além claro da interferência da própria autora no roteiro.

Eu consegui me apegar muito ao Harry que sempre fora maltratado pelos tios, pelo fato dos pais do garoto terem morrido e eles tiveram que cuidar do garoto. A descrição do quartinho de Harry que ficava embaixo da escada, os castigos que seus tios aplicavam ao garoto por um motivo qualquer, que na minha opinião, não passava na verdade de maldade deles. Seu primo Duda é um insuportável (risos), já peguei muita antipatia pelos Dursley, isso por que ainda estou no primeiro livro.

Uma das partes que eu mais gostei foi o começo do livro. As tentativas de entrega das cartas de Hogwarts para Harry, a resistência dos Dursley em deixar com que o garoto soubesse o que ele realmente era, os acontecimentos fora do normal que aconteciam somente com o garoto.

Gostei muito também de como Harry chega pela primeira vez ao Beco Diagonal. Ele fica impressionado com o lugar e acaba conhecendo um garoto nada agradável.

Mais é claro, uma parte em especial me encantou mais. Quando Harry começa a contar como funciona o castelo, descrevendo os fantasmas, a sala comunal da Grifinória, o salão principal do castelo onde todos fazem suas refeições. Não posso esquecer também a parte do chapéu seletor e a emoção de Harry por ter sido escolhido para ficar na Grifinória, o filme foi também muito fiel ao que li no livro.

Claro que não poderia faltar os jogos de Quadribol. Consegui ficar tão entretida nas partes em que os jogos eram descritos que parecia até que eu estava presente na cena.

Um detalhe que chamou muito a atenção, foi na hora que eu li a lista de materiais do Harry para o primeiro ano. Lá cita o livro “Animais fantásticos e onde habitam” e fiquei encantada com essa referência.

Eu achei a história toda incrível. Já admirava o filme, mas agora que finalmente li o livro, consigo entender o motivo de ser um sucesso até hoje.

Para quem ainda não leu, mas já viu o filme, eu recomendo a leitura sim! Vale a pena, pois você consegue ter uma ideia de o quanto a autora foi genial na criação da saga. Já amei o primeiro o livro, estou ansiosa para ler os próximos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...