Resenha: O sol é para todos Resenha: Em algum lugar nas estrelas Resenha: Laços

Resenha: A Invasão de Tearling

Título: A invasão de Tearling

Autor: Erika Johansen

Editora: Suma de Letras

Ano de publicação: 2017

Páginas: 400

ISBN: 9788556510471

Nota: 04/05





Como o próprio título do livro diz, esse segundo livro prometia ser tenso demais. Quando li o primeiro livro da trilogia “A Rainha de Tearling” (resenha aqui) eu não conhecia nada da história e eu fiquei bem surpresa durante a leitura. Kelsea nossa personagem principal conseguiu me conquistar bastante, mas já nesse segundo livro, não posso dizer a mesma coisa.

Posso dizer que eu esperava muita coisa, menos o que eu encontrei nessa leitura. No começo do livro eu fiquei bem empolgada, mas ai algumas coisas estranhas foram surgindo na história e eu comecei a não entender mais nada. Mas ai e eu pensei, bom vou deixar a história fluir e ver o que me aguarda.

Mas, as coisas começaram a ficar cada vez mais confusas, sem explicações e uma enrolação sem tamanho! Sério, chegou uma hora que eu fiquei pensando se eu estava mesmo lendo a continuação do primeiro livro. Acredito que a autora quis inovar, mas ela poderia ter dado uma segurada.
Muita gente misteriosa aparece nessa história e ficamos sem saber direito a importância delas. Fora que, a Kelsea desenvolve várias habilidades e consegue fazer coisas incríveis com as safiras e eu fico me perguntando quando e como ela aprendeu.

Em vários momentos, Kelsea entre em transe e começa a viver as lembranças de uma pessoa chamada Lily. Ela não faz a menor de quem é essa mulher (muito menos nós) e quando ela surgiu na história, eu fiquei com a maior cara de UÉ. Fui levando, mas toda vez que a tal da Lily aparecia eu já sabia que coisa boa não ia ser.

Vamos encontrar nesse livro alguns relatos de estupro, então se por um a caso você não está preparado para isso, prepare-se! Achei importante mostrar isso na história, apesar de não ser algo que eu estava esperando. Como no primeiro livro encontramos muita estratégia, nesse eu achei que seria igual ou até melhor. Do jeito que o primeiro livro terminou, como sempre criei muita expectativa. No começo até que eu estava gostando da maneira que a autora estava desenvolvendo a história, até a hora que Lily apareceu. Não vou dar muitos detalhes sobre ela, é importante que vocês leiam e descubram. Mas demorou muito para eu conseguir entender o sentido dela na história.

As partes mais empolgantes da história eram quando Kelsea descobria algo novo sobre o seu passado. Vamos encontrar um pouco de estratégia sim, até porque o Tearling está tentando de tudo para não ser invadido pelos mort. Mesmo assim, para mim não foi o suficiente, eu queria mais. Algo que me surpreendeu muito foi, como a garota forte, inteligente e bondosa do primeiro livro, se tornou influenciável e muito cruel em vários momentos. Fiquei muito impressionada com as mudanças de Kelsea e apesar de não ter gostado muito de algumas explicações que a autora deu, eu espero que o próximo livro seja melhor que esse.

Não ando tendo sorte na leitura de trilogias, então eu esperooooo que a autora termine essa trilogia de forma incrível, até por que a Kelsea que eu conheci no primeiro livro merece um final digno. A garota passou a vida toda sendo treinada para ser uma boa rainha, e se monstra cega e arrogante, parecendo uma criança em vários momentos. Estou curiosa para ler o último livro, mas não tanto, esse segundo livro realmente não conseguiu me deixar empolgada.

Eu recomendo a leitura da trilogia, mas vá com calma, não crie muitas expectativas. Se você gosta de histórias que tenham estratégia, lutas pelo poder, livros que tenham mapas e lutas por conquistas de reinos, esse livro é para você. A capa é no mesmo estilo do primeiro livro, a única coisa que mudou foi a cor, as páginas são amarelas e o livro é bem confortável para ler.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...